Boa reação do Macieirense não chegou

Apesar de ter estado a perder por 0-3, o Macieirense esteve perto de chegar ao empate, num final de jogo emocionante. A apresentação do novo autocarro do clube de Macieira de Sarnes levou muitos adeptos ao Campo do Viso, que esperavam assistir ao seu regresso aos triunfos.
Embora tenha criado a primeira ocasião de algum perigo, com Gomes a rematar para a defesa do guardião adversário, a equipa da casa não entrou da mesma forma dos dois últimos encontros e acabou por sofrer o primeiro golo, a meio da etapa inicial.
Aos 13 minutos, Diogo André, em excelente posição, não acertou no alvo, porém, passados onze minutos, Lima, na marcação de uma grande penalidade, abriu o marcador para o Pampilhosa.
A resposta dos locais surgiu, pouco depois, com Gomes, após um bom trabalho individual, a rematar para mais uma boa intervenção de Brito e, logo a seguir, houve um lance em que reclamaram também uma grande penalidade, na sequência de um remate de Cris que embateu no braço de um defesa visitante mas o árbitro mandou seguir o desafio.
Aos 35 minutos, uma perda de bola a meio campo originou o 0-2, por intermédio de Diogo André, o que acabou por ser um castigo demasiado pesado para o Macieirense.
Ao intervalo, o treinador Borges operou as três substituições a que tinha direito, colocando três avançados no terreno de jogo, com o intuito de fazer o primeiro golo logo na reabertura do encontro.
Contudo, a intenção não teve os efeitos imediatos desejados, já que Diogo André, à passagem do minuto 57, bisou na partida.
O jogo parecia sentenciado mas a redução da desvantagem para 1-3, volvidos apenas dois minutos, através de um penalty convertido por Talhas, foi o mote para uma boa reação do Macieirense até ao apito final.
Mostrando um grande espírito lutador, os jogadores do clube de Macieira de Sarnes procuraram chegar ao segundo golo, que surgiu, apenas nos últimos dez minutos do encontro, com Xavi, de cabeça, a assistir para o remate certeiro de Steeve.
A diferença mínima no marcador fez tremer o Pampilhosa, que, a partir daqui, se limitou a perder tempo e a provocar quezílias, perante a displicência do árbitro, quer no capítulo disciplinar como também no tempo de compensação.
Perante um adversário que disputa os primeiros lugares e que tem outros recursos financeiros, o Macieirense tudo fez para obter outro resultado mas a desvantagem de três golos acabou por ser crucial para o desfecho final da partida.
 
Campeonato SABSEG
 
Macieirense, 2   Pampilhosa, 3
 
Campo do Viso em Macieira de Sarnes 
 
Árbitro: Hélder Resende auxiliado por David Rodrigues e Marcelo Soares
 
Macieirense: Resende, Dani, Xavi, Gustavo, Lima, Huguito (João 45'), Marcelo, Abel, Cris (Steeve 45'), Vilar (Talhas 45') e Gomes
Treinador: Borges
 
Pampilhosa: Brito, Mauro, Castro, Carela, Lima (Miguel Gomes 90+3'), Allan (Hugo Seixas 86'), Diogo Ribeiro (João Luís 74'), Diogo André, Alexandre, Marmelo e Rola
Treinador: João Pardal
 
Disciplina: cartão amarelo para Vilar (23'), Marmelo (27'), Allan (28'), Xavi (55'), Mauro (71'), Brito (84'), Marcelo (86'), Gustavo (88'), Lima (90+1') e João Luís (90+2')
 
Marcadores: Lima (24', g.p.), Diogo André (35' e 57'), Talhas (59', g.p.) e Steeve (81')
0
0
0
s2smodern