Crise diretiva terminada na Associação de Reformados e Pensionistas de Carregosa

Depois de um ano gerida por uma comissão administrativa de cinco elementos, a coletividade elegeu este mês os novos órgãos sociais. Sinal positivo para o futuro: apenas o presidente da Assembleia é efetivamente reformado.

Crise diretiva terminada na Associação de Reformados e Pensionistas de Carregosa.

Cumprido um ano de gestão por uma comissão administrativa encabeçada por Fernando Ferreira, no passado dia 19 foram eleitos e empossados os novos corpos gerentes, validados por cerca de quatro dezenas de associados numa assembleia geral cujo final até teve honras autárquicas, com a as presenças da presidente de Junta, Helena Moreira, e o vice-presidente da Câmara Municipal.

José Firmino Teixeira, o novo presidente, recebeu as chaves da sede da mão de Fernando Ferreira, que conduzira os trabalhos da sessão eleitoral que sufragou apenas uma lista.

Depois partilhou alguns dos projetos que tem em mente levar a cabo. Além de garantir a continuidade das atividades usuais da coletividade anunciou que planeia lançar algumas novas atividades voltadas para a promoção de hábitos de vida saudáveis. A criação de um programa mensal de caminhadas é uma delas, mas Teixeira pretende ainda estabelecer com a Junta uma parceria que permita aos associados usufruirem das sessões de ginástica que já existem no edifício da autarquia.

Mas primeiro, “arranjar o ar condicionado da sede”, para dar melhores condições de conforto aos que diariamente utilizam o espaço de convívio. Mais tarde Helena Moreira aproveitaria a deixa para elogiar o bom ambiente da agremiação: “Quase que não precisa de ar condicionado, tal é o calor humano que se sente aqui dentro.

Novos órgãos só têm um reformado

Os novos corpos sociais da Associação de Reformados e Pensionistas de Carregosa têm uma particularidade. O único que é reformado é o líder da assembleia geral, facto que não passou despercebido ao vereador Rui Cabral. Helena Moreira também deu ênfase ao pormenor: “É bom termos elementos jovens na direção, porque o nosso futuro é este”, afirmou a autarca.

Ora, Albano Moreira, novo presidente da mesa do deliberativo, encara com serenidade o futuro da Associação. O relativamente curto período de tempo que passou sob a tutela de uma comissão administrativa não se refletiu negativamente “no bom ritmo do trajeto” que a coletividade vem seguindo desde a sua criação, há 14 anos, e Albano Moreira espera que assim continue.

Bom, mesmo, seria conseguir angariar mais associados ou, pelo menos: atualmente são cerca de 400, mas apenas 220 são ativos e participantes.

0
0
0
s2smodern